Qualidade de vida no trabalho

5 doenças ocupacionais para ficar de olho!

Tempo de leitura: 4 min

Grande parte do dia de uma pessoa é usado para exercer atividades laborais. Dessa forma, é possível que o trabalho seja um desencadeador de doenças que, nesse caso, são chamadas de doenças ocupacionais. Entre as principais causas estão as condições físicas inadequadas para a realização do trabalho, a falta de equipamentos de proteção individual (EPI) e também os altos níveis de estresse e cobrança no ambiente laboral.

É por esse motivo que toda empresa deve contar com uma política preventiva no ambiente corporativo, a fim de conservar a saúde de seus colaboradores e também evitar o aumento da sinistralidade. Além disso, é dever do empregador tornar o ambiente de trabalho confortável, em relação ao mobiliário, iluminação e temperatura, assim como promover um local agradável e de bom convívio para o trabalhador.

Neste post apresentaremos 5 doenças ocupacionais mais comuns e como é possível evitá-las no ambiente de trabalho. Acompanhe!

1. LER

LER é a sigla para lesão por esforço repetitivo, doença causada pelo desempenho de atividades de forma repetitiva e contínua, como dirigir e digitar. Essa alteração é muito comum em caminhoneiros, motoristas, atendentes de telemarketing, atletas e músicos, por exemplo.

A sua instalação ocorre de forma lenta no organismo e os principais sintomas são dor na articulação, fraqueza muscular, sensibilidade, sensação de formigamento e rigidez do membro afetado. A prevenção consiste em evitar longos períodos da atividade repetitiva, ou seja, é indicado fazer pausas a cada meia hora e, se possível, alongar e relaxar a parte do corpo usada, usando a técnica da ginástica laboral.

Também é importante manter a postura correta, beber água durante o dia e manter as plantas dos pés no chão durante as atividades para evitar a LER.

2. Perda auditiva

Trabalhadores que estão expostos frequentemente a ruídos, como pessoas que trabalham em usinas e salões de beleza, podem sofrer perda auditiva. Essa doença também tem uma instalação lenta e pode ser difícil notá-la nos estágios iniciais. Os principais sintomas incluem não ouvir ao ser chamado, aumentar o volume da TV de forma exagerada e falar alto.

Sendo assim, é fundamental que a empresa ofereça ao colaborador o equipamento de proteção individual para evitar a exposição ao ruído e, além disso, é necessário respeitar o volume máximo permitido por tempo. Também é recomendado que o trabalhador faça pausas e se ausente do local de trabalho por algum tempo.

3. Varizes nos membros inferiores

Pessoas que passam muito tempo em pé, como vendedores de lojas e operadores de linhas de produção, estão sujeitas a desenvolver varizes nas pernas. Isso acontece devido a estase sanguínea, ou seja, a dificuldade de retorno do sangue para o coração devido a ação da gravidade.

Para evitar esse quadro, é fundamental que o colaborador tenha um tempo para se sentar e colocar as pernas para cima. Além disso, pode-se usar meias de compressão durante o turno.

4. Síndrome de Bournot

A síndrome de Bournot é caracterizada por um quadro de estresse crônico e excessivo devido a sobrecarga de trabalho e a falta de valorização. Nesse caso, há esgotamento físico e mental provocado pela vida profissional. Os sintomas incluem cansaço extremo, ansiedade, desânimo, alterações do sono, falta de motivação, irritabilidade e até alterações psíquicas.

A prevenção consiste em fornecer aos funcionários um ambiente sem cobranças excessivas ou intensa competitividade entre colaboradores. Além disso, é fundamental que a pessoa descanse adequadamente, mantenha um equilíbrio entre a vida profissional e pessoal, faça atividades de lazer e realize atividades físicas.

5. Lombalgia

A postura incorreta no ambiente laboral pode ser fruto de mobiliário inadequado, como, por exemplo, uma cadeira sem encosto correto e mesas de baixa altura. Frequentemente essa é uma causa de lombalgia, uma das queixas mais frequentes em consultório médico, sendo caracterizada pela dor na região inferior das costas.

Para evitá-la é fundamental manter postura correta e realizar alongamentos durante o turno de trabalho. Além disso, é dever da empresa comprar mobiliário correto para seus colaboradores.

E então, aprendeu quais são as principais doenças ocupacionais e como preveni-las? Assine a nossa newsletter e fique por dentro de mais medidas para reduzir as despesas com tratamentos médicos e aumentar a produtividade na sua empresa!

Medida Saúde

Qualidade de vida no ambiente corporativo. A maior plataforma para acompanhamento da saúde dos colaboradores do Brasil.