Recursos Humanos

5 passos para reduzir custos com o plano de saúde empresarial

O plano de saúde para os funcionários não é obrigatório em vários setores, mas oferecê-lo na empresa é uma ótima maneira de atrair pessoas talentosas e mantê-las motivadas e saudáveis. Afinal, ter um plano particular pode ser muito oneroso, principalmente para colaboradores que têm filhos.

No entanto, esse benefício pode significar custo elevado para a empresa. Sendo assim, o ideal é definir um equilíbrio entre promover a saúde do colaborador e encontrar um plano de saúde empresarial que caiba no orçamento da empresa.

Pensando nisso, separamos neste post cinco dicas para reduzir custos da sua empresa em relação ao plano de saúde empresarial sem comprometer a qualidade de vida dos funcionários. Acompanhe!

1. Escolha uma plataforma especializada em saúde

Sem dúvida, uma das melhores formas de economizar com a saúde é a prevenção. Afinal, se o estado de saúde de uma pessoa for analisado, é possível enxergar quais são os seus fatores de risco e quais doenças podem se desenvolver a partir deles para, assim, evitá-las.

Atualmente, existem plataformas em que é possível catalogar todos os dados de saúde dos colaboradores ao incluir idade, sexo, peso, taxa de glicose, pressão arterial, hábitos diários (como o consumo de álcool ou cigarro), prática de exercícios físicos e até alimentação. Desse modo, as empresas conhecem a realidade da saúde do funcionário e podem agir de forma rápida se houver risco de desenvolvimento de doenças.

Por meio dessas plataformas, é possível realizar a gestão de pessoas, ou seja, dedicar-se à necessidade de cada funcionário. Essa prática é benéfica para a empresa, que economizará com o tratamento e ainda manterá o colaborador saudável e produtivo.

Além disso, ela também é positiva para o funcionário, visto que prevenir doenças é muito mais simples e efetivo do que tratá-las.

2. Acompanhe o uso do plano de saúde empresarial

A falta de conscientização da população ao usar o sistema de saúde, tanto público quanto privado, é um dos principais motivos de déficits no orçamento. Isso ocorre porque grande parte das pessoas não compreende a lógica desses sistemas e o oneram ao realizar diversas consulta e exames desnecessários.

Essa também é uma realidade dos planos de saúde empresariais. Afinal, quanto mais os funcionários usam o plano, mais o preço sobe. A isso se dá o nome de sinistralidade dos planos de saúde. Para evitá-la, é preciso acompanhar o uso do plano de cada colaborador.

Para tanto, é interessante contratar um funcionário do setor de RH para realizar análises periódicas dos serviços usados por cada um. Aqueles que ainda não sabem usar o plano com sabedoria devem ser conscientizados quanto às boas práticas.

3. Adote a coparticipação

A coparticipação é uma ótima forma de aumentar a conscientização dos colaboradores quanto ao uso do plano e ainda economizar. Isso porque, nessa prática, consultas, exames, cirurgias, internações e custos com a maternidade, por exemplo, são divididos entre a empresa e o funcionário.

Isso é interessante porque o colaborador continua a ser beneficiado, visto que terá um desconto no valor do plano e ainda poderá contar com serviços de qualidade. Existem muitas corporações que oferecem planos empresariais totalmente pagos, mas que não cobrem vários procedimentos ou não têm profissionais de qualidade.

Essa não é uma solução definitiva para a empresa, mas já proporciona grande alívio no orçamento e não afeta a qualidade da saúde dos profissionais.

4. Desenvolva programas de qualidade de vida

Como mencionado, a prevenção é uma das melhores formas de evitar doenças e melhorar a qualidade de vida. No entanto, mesmo que a empresa monitore a saúde de cada colaborador e ofereça sugestões para melhorá-la, somente a pessoa em questão pode modificar seus hábitos.

Como forma de incentivo, é interessante oferecer programas de qualidade de vida. Neles é fomentada uma mudança de comportamento, investindo em aspectos como a melhoria dos níveis de estresse, o incentivo à atividade física, o estímulo para uma alimentação saudável e equilibrada e a procura do equilíbrio e bem-estar, tanto no âmbito pessoal quanto profissional.

Isso é importante porque um estilo de vida incorreto pode causar indisposição física e mental, atrapalhando o rendimento dos funcionários e onerando o custo do cuidado com sua saúde para a empresa. Além de reduzir os gastos médicos, a manutenção da saúde e dos bons hábitos contribui para a satisfação pessoal e a motivação dos trabalhadores.

5. Faça pesquisas sobre os planos empresariais

Nem sempre o plano mais caro e com maior número de recursos será a melhor opção do mercado. Sendo assim, é interessante avaliar o custo-benefício de cada opção, verificando se os serviços ofertados pela empresa são condizentes com a realidade.

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) é o órgão responsável por regular os planos de saúde. Ela oferece um ranking de empresas do setor, pelo qual é possível verificar o grau de aprovação dos pacotes visados, informando sobre questões econômicas e de qualidade do serviço ofertado.

Após verificar se o plano empresarial é bem avaliado, o próximo passo é negociar com a corretora os preços e ajustes a serem realizados. Afinal, existem muitos detalhes importantes, como valores de consultas, exames, cirurgias e outros procedimentos, além das taxas para cada usuário e seus dependentes.

Quando o número de colaboradores da empresa é expressivo pode-se tentar chegar a um acordo para obter contratos mais vantajosos, tanto para o trabalhador quanto para o orçamento da corporação.

Sem dúvida, cuidar da saúde é uma das grandes prioridades na vida de uma pessoa. Pensando nisso, escolher uma empresa que ofereça um plano de saúde é um grande benefício, visto que o sistema público está em crise, o que gera grande aumento do tempo de espera e reduz a qualidade do atendimento.

Suprindo essa demanda, é possível conquistar ótimos funcionários, cuidar de sua saúde e ainda mantê-los motivados. Com estas dicas, a empresa também consegue reduzir custos com o plano empresarial sem prejudicar o orçamento, redirecionando os gastos para outro setor mais necessitado.

Você, gestor, quer saber como reduzir custos com o plano de saúde empresarial de seus funcionários? Entre em contato conosco e conheça a Plataforma Com Saúde!