Recursos Humanos

Afinal, como dar feedback? Veja 5 boas práticas!

Tempo de leitura: 4 min

Você já viu algum chefe se queixando sobre não saber como dar feedback para a sua equipe? Por envolver pessoas, por medo de causar situações negativas ou por falta de boas práticas ao fazê-lo, esse é um desafio que muitas lideranças encontram.

Pensando nisso, hoje vamos falar um pouco mais sobre esse assunto e mostrar 5 caminhos para que a sua gestão não seja comprometida por essa ação que pode ser tão estratégica para a empresa, tornando-a proveitosa e bem-sucedida. Quer saber quais são eles? Acompanhe!

1. Fortaleça a cultura da empresa

Dar e receber feedbacks não pode ser uma técnica isolada de uma área ou de um gestor em especial. É preciso que os colaboradores entendam que a organização favorece a comunicação entre todos em prol de um melhor ambiente de trabalho.

Com essa mentalidade, o clima organizacional melhora, e as pessoas passam a ver a empresa como um lugar amigável para se estar — como tem que ser. Além disso, elas ainda conseguem agradar as lideranças e acabam se sentindo parte de algo.

A manutenção de um ambiente com esse caráter torna os colaboradores mais realizados, conferindo maior produtividade a eles e tornando o negócio propício ao crescimento, já que todos juntos cooperam e conversam com esse propósito.

2. Espere o momento certo

O reconhecimento, ou o fator social, é crucial para que os colaboradores se sintam bem, tanto no ambiente de trabalho quanto na vida em geral. Nesse sentido, tenha em mente que isso funciona positivamente, mas pode ser catastrófico quando o efeito é contrário.

Sendo assim, não dê um feedback em qualquer hora e lugar ou na frente de qualquer um. Prepare um momento propício para que a conversa aconteça. Você precisa falar, ser ouvido e também ouvir. Além disso, o seu interlocutor precisa estar confortável. Então, crie o clima!

3. Fale da melhor forma possível

Não se engane, essa dica não é tão óbvia como parece. Levando em consideração a educação e a cordialidade, é importante que um líder saiba como falar com cada indivíduo de acordo com os conhecimentos de gestão de pessoas que ele tem.

Além de se dedicar ao estudo dos tipos psicológicos, é importante ser observador, sabendo as características principais dos participantes de sua equipe. Isso só vai acontecer se você acompanhá-los de perto, seja presencialmente ou via relatórios de desempenho.

Com base nessas informações, você pode saber qual tipo de abordagem vai ser mais produtiva. Nem todos reagem da mesma forma. Assim sendo, é papel do gestor saber tirar o maior proveito de seu time de trabalho. Portanto, faça seu dever de casa!

4. Dê sugestões de melhoria

É um erro comum de gestores ruins expor as falhas de desempenho de um colaborador, mas não instruir o crescimento dele ou se predispor para estar com ele na superação do desafio colocado em pauta. Então, antes de dar um feedback, lembre-se de preparar também uma orientação acerca daquele problema. Caso o desempenho seja satisfatório, não deixe de parabenizar e, da mesma forma, propor maneiras de aprimoramento.

5. Direcione a equipe

É muito importante não dar apenas feedbacks individuais, mas sim trabalhar esse aspecto com a equipe. No trabalho, sempre existe uma rotina, além de padrões a serem seguidos e metas e objetivos que visam entregar alta performance e qualidade nos serviços.

A fim de ter uma boa produtividade, é imprescindível que todos saibam em qual pé anda o desempenho das atividades cotidianas e sejam orientados em relação ao próximo passo. Uma boa postura é mapear as tarefas e centralizar a comunicação.

Ao pensar em como dar feedback, atente-se aos recursos que você tem em mãos e em como a sua liderança é vista pelos colaboradores. Trabalhe seus elementos pessoais e use as ferramentas de gestão de pessoas para turbinar sua atuação.

Para ajudá-lo na avaliação da situação de seu time de trabalho e no levantamento das características dele, confira também este outro post sobre produtividade no trabalho e saiba como reconhecer uma equipe sobrecarregada!

Medida Saúde

Qualidade de vida no ambiente corporativo. A maior plataforma para acompanhamento da saúde dos colaboradores do Brasil.