Recursos Humanos

Entenda o que é o FAP — Fator Acidentário de Prevenção

Tempo de leitura: 3 min

Os acidentes de trabalho prejudicam não apenas os funcionários, como também as empresas e, por isso, devem ser minimizados. Para resolver esse problema, uma boa solução é investir nas ações de prevenção.

Quer entender como o FAP funciona e por que é importante que você invista na redução de riscos em sua empresa? Neste post, vamos ajudá-lo a compreender esse cálculo e descobrir como ele pode agregar benefícios para a sua gestão. Confira!

O que é o Fator Acidentário de Prevenção?

O FAP é um multiplicador que deve ser calculado pelas empresas a fim de determinar o grau de acidentalidade no ambiente de trabalho. O indicador serve para aumentar ou diminuir o valor do RAT, comparando o índice de custos, a quantidade e a gravidade dos acidentes em relação as demais empresas do mesmo segmento.

Seu maior objetivo é, por meio do incentivo fiscal, levar as companhias a promoverem a diminuição dos perigos no ambiente de trabalho. Dessa forma, quanto mais segura é a empresa, menos imposto ela paga.

Como calcular o FAP?

O fator é contabilizado pela multiplicação da folha de pagamento da empresa pela alíquota do RAT, que pode ser de 1%, 2% ou 3%. Assim, quanto menor é a incidência do risco, menor é o montante a ser pago.

Qual é a importância de investir em medidas de prevenção?

O FAP traz à tona uma questão importante: as empresas devem investir em medidas que evitem os acidentes de trabalho. Afinal, cuidar da saúde ocupacional deve ser uma das prioridades da administração de um empreendimento.

Em termos de qualidade do trabalho e humanização do negócio, é preciso proporcionar bem-estar para os funcionários. Garantindo uma melhor qualidade de vida, haverá um reflexo em sua produtividade — e colaboradores saudáveis são fundamentais para um negócio eficiente.

Para a organização, essa medida é ainda mais importante, pois os custos dos acidentes do trabalho e de funcionários doentes e cansados são altíssimos, prejudicando o caixa da empresa e atrapalhando os rendimentos. Os colaboradores são parte importante do processo e, quando se machucam ou ficam saturados, tornam-se ineficientes. Assim, a empresa deixa de produzir adequadamente, tendo sua rotina lesada.

Os custos gerados por um acidente vão além dos gastos financeiros, prejudicando não apenas o colaborador e sua família, como também a imagem da organização no mercado — afetando a instituição moralmente.

O Fator Acidentário de Prevenção é muito importante e deve ser visto pela empresa como um impulso para que ela desenvolva suas políticas de saúde laboral. Investindo nessa questão, ela obterá benefícios financeiros em ambos os lados: ao diminuir os gastos com acidentes e oferecer um local de trabalho seguro, os funcionários estarão livres para focar na produtividade.

Gostou deste texto? Conseguiu entendeu a importância do FAP para sua empresa? Então, compartilhe este artigo nas redes sociais para que todos os seus amigos entendam as vantagens de desenvolver a prevenção de acidentes nas companhias e ainda diminuir os gastos!

Medida Saúde

Qualidade de vida no ambiente corporativo. A maior plataforma para acompanhamento da saúde dos colaboradores do Brasil.